Vodacom associa-se à FDC para a construção de uma escola em Chidenguele

A Vodacom, em associação à Fundação Vodafone, acaba de estabelecer uma parceria com a FDC – Fundação Para o Desenvolvimento da Comunidade que tem por objectivo reforçar o Programa de Apoio a Educação nas Zonas Rurais.

Com esta parceria, a Vodacom e a Fundação Vodafone vão investir cerca de 2,8 milhões de Meticais para a construção de um bloco de salas de aulas, bloco administrativo e sanitários, e vai assegurar o apetrechamento da escola com mobiliário, contribuindo para que, anualmente, mais 400 crianças tenham acesso ao ensino numa Escola Primária de nível básico, localizada na Vila de Chidenguele, Província de Gaza.

Para garantir a sustentabilidade do projecto, será assegurada a formação e capacitação das comunidades locais no que diz respeito à manutenção das infra-estruturas escolares.

“A Vodacom tem estado a investir na construção de escolas, berços do saber para as gerações mais novas. A nossa parceria com o Grupo Vodafone sediado no Reino Unido permitiu-nos obter o apoio da Fundação Vodafone nesta iniciativa que tem como parceira a FDC”, frisa José dos Santos, Presidente do Conselho Executivo da Vodacom.

“Esta iniciativa orgulha-nos a todos e visa um bem comum: mais e melhor educação para as crianças da Vila de Chidenguele”.

“Ao iniciarmos a nossa parceria com o sector da educação, a Vodacom e a FDC pretendem mostrar o desejo de um futuro de esperança para as nossas crianças, jovens e mulheres ao nível das zonas rurais, pois é nestas escolas onde vamos criar bases sólidas para a formação dos futuros médicos, engenheiros e gestores que vão ajudar a responder às demandas nas zonas rurais” - Graça Machel, PCA da FDC.

Este projecto resulta do plano de acção de responsabilidade social levada a cabo não só pela Vodacom Moçambique mas também pela sua parceira, a Fundação Vodafone, que encontrou na FDC credencias que a habilitam a levar a cabo o projecto com sucesso e qualidade necessária.

Desde o início das suas actividades, a Vodacom tem apoiado sistematicamente o sector da educação através da construção e reabilitação de escolas, instalação de laboratórios de informática e apetrechamento de bibliotecas escolares, em parceria com outras entidades como é o caso do Ministério da Educação.